Blog do curso de Tecnologia em Logística da Faculdade INESUL

01
Fev 13

biblioteca-online

O ano de 2013 começa com boas perspectivas para o e-commerce nacional. Uma pesquisa desenvolvida pela consultoria italiana Translated prevê que o mercado brasileiro de vendas online será o quarto maior do mundo em 2016, ultrapassando a França, o Reino Unido e a Alemanha nos próximos anos. Isso só será possível graças a cultura de internet que temos e ao tamanho continental que possui este país. E claro, ao gradativo aumento de renda da população.

Diversos estudos nacionais e internacionais apontam o Brasil como um dos países mais adeptos das redes sociais. De certa forma, elas foram responsáveis por inserir grande parte da população, sobretudo da classe C, no universo digital. Portanto, mais do que o aumento da renda ou da popularização dos computadores e do acesso à internet, a grande responsável pelo crescimento presente e futuro do e-commerce é a maneira como lidamos com essa tecnologia.

Este deve ser um ano cheio de possibilidades para o mercado. O constante aumento de reclamações das empresas de internet sobre a falta de qualificação profissional é a prova de que o segmento do varejo online tem planos de expansão para os próximos anos. O surgimento de cursos voltados para área é outro atestado deste crescimento.

As lojas online não podem perder oportunidades ficando estagnadas de um ano para o outro. As tecnologias mudam constantemente e oferecem novas oportunidades de realização de negócios. O v-commerce, ou seja, vídeos para lojas virtuais, apesar de já estarem disponíveis em algumas delas, deve se intensificar ainda mais em 2013. Afinal, o conteúdo mais acessado na internet são os vídeos.

Com o número crescente de startups espalhadas pelos quatro cantos do país, aliado a quantidade de dispositivos móveis vendidos a cada ano, os aplicativos de lojas virtuais e de outras ferramentas como comparadores de preços devem se tornar cada vez mais populares. A tendência é que essas aplicações sejam mais interativas e informativas, além de um meio prático e eficiente para a realização de compras.

A chegada da Amazon ao país também força o aumento da qualidade de infraestrutura e atendimentos dos e-commerces nacionais. Por enquanto, a empresa comercializa apenas livros digitais, mas quando passar a vender eletrônicos vai causar um grande impacto no mercado.

A tendência para 2013, portanto, é se adaptar às novas linguagens e tecnologia e criar novos modelos de negócio para crescer e vender mais. Que a previsão de 2016 se cumpra!

publicado por INESUL às 05:28

Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11

17
22
23



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

28 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO